Casamento é coisa séria

 

Quando decidimos nos casar, parece que pouca coisa vai mudar, mas tudo muda. Não de repente, mas todos os dias.

É um tempo de descobertas mútuas onde existe a necessidade de um se moldar ao outro.

São corpos e mentes que precisam aprender a conviver e a respeitar o ritmo de cada um.

Aprender a ceder ou perder… É difícil deixar de pensar em termos de “eu”. Exige empenho aprender a pensar em “nós”.

Aprender a ser cúmplice, amigo, amante, namorado, mulher, homem, criança, gente, pequena, imensa, linda, feia, mãe, pai, sedutor e compreensivo.

Algumas pessoas se adaptam com aparente facilidade à rotina do casamento, outros se sentem esmagados pela responsabilidade de ter que cuidar de outro ser humano e ainda ter que dividir o mesmo espaço. Na maioria das vezes, não existe o hábito de dar satisfação de sua vida; para onde vai, por onde andou. Se sentem cobrados, encurralados. Tanto homens quanto mulheres podem resistir durante anos até dividir sua vida e sua intimidade.

Para que um casamento vença todas as suas etapas tem que existir amor, amor total. É preciso poder dizer: Amo você a todo instante e sempre, como o ar que entra e sai dos meus pulmões. Se você não se sente embriagado de amor, por favor, não se case!

Só o amor pode sustentar todas as grandes tribulações que anos e anos de vida em comum vão trazer. Não deixe, de forma alguma, que sua vida de casado seja invadida por dúvidas ou por situações mal resolvidas. Não se acomode, não se cale quando quiser falar. Não engula o que pode ficar sufocando você para sempre.

Você verá que casamento não é nada fácil de ser levado. Existem altos e baixos. Momentos tão maravilhosos que têm que ser vivenciados intensamente para quando os dias difíceis chegarem e o relacionamento ficar em baixa, possam ser relembrados com ternura e voltarem a florescer.

É preciso, uma vez ou outra, se usar a “vassoura” para varrer os muitos problemas que vão se acumulando, acumulando… e acabam por criar um clima de guerra e falta de paciência. Não deixe resíduos de discórdia encherem a sua vida. Vassoura neles!!!

Não seja condescendente porque não é saudável para nenhuma das partes. Seja justo e, se possível, peça perdão quando estiver errado esforçando-se para não permitir que o estresse causado pelo dia-a-dia torne ainda mais difícil o convívio a dois, criando barreiras, e os distanciando.

Procure viver com imaginação. Use e abuse dela. Tente não cair na tentação da mesmice, afinal, todos nós temos nossos sonhos; compartilhe-os. Não apague o brilho, o seu brilho nem o dele, ao contrário, brilhem juntos; dividam e saboreiem o sucesso um do outro. Se um dos dois está em uma boa fase profissional e o outro não, seja a sua coluna, a sua muleta, levantem sempre a moral um do outro.

Casamento é uma opção, opção de ser e fazer alguém feliz, é preciso que haja uma conscientização da seriedade que essa decisão voluntária é em nossas vidas e das mudanças que irão acontecer.

Meu conselho para os que estão sonhando em casar-se é: veja bem se vocês estão preparados para dar esse passo. Vocês vão deixar toda a vida que viveram até agora e iniciar uma nova vida. A dois.

Veja e sinta se você está tão apaixonado e ama tanto que nada mais no mundo faz sentido sem a presença um do outro.

Casamento é coisa séria.